Como o Lean Manufacturing é aplicado em uma oficina CNC?

Oficina CNC - Imagem de destaque

À medida que o mercado de peças personalizadas cresce exponencialmente, surgem constantemente novas oficinas mecânicas e, portanto, temos uma vasta gama de oficinas CNC à sua escolha. É claro que todos queremos a melhor qualidade para as nossas peças. Portanto, se eu escolhesse uma oficina CNC perto de mim, procuraria uma que tivesse vantagem competitiva e oferecesse a melhor relação custo-benefício. Isso inclui mão de obra de alta qualidade, tempos de processamento rápidos e entrega dentro do prazo. Para que uma instalação alcance esta vantagem competitiva, entre outras coisas, deve incorporar eficiência nos seus processos, e uma das formas mais estabelecidas e eficazes de o fazer é através da aplicação de princípios de produção enxuta.

Adaptando princípios de manufatura enxuta em uma oficina CNC

O que é Lean Manufacturing em uma oficina CNC?

Quando falamos em manufatura enxuta, queremos dizer primeiro maximizar a produção de uma oficina CNC, minimizando os resíduos gerados durante o processo produtivo. Este método remonta às melhores práticas que a Toyota utilizou em sua linha de produção na década de 1930. Seu principal objetivo era eliminar desperdícios em suas operações.

À medida que este método evoluiu desde a sua descoberta, os especialistas da indústria identificaram oito categorias principais de resíduos industriais que podem ser abreviados como DOWNTIME: defeitos, sobreprodução, tempos de espera, subutilização de talentos, transporte, excedente de inventário, desperdício de movimento e sobreprocessamento.

Oficina CNC - 01

1. Defeitos

Em uma oficina CNC, isso pode incluir sucata devido a imprecisões dimensionais, acabamentos superficiais indesejáveis ​​e outros defeitos na peça usinada. Esses defeitos geralmente são causados ​​​​por vários fatores, como: Exemplos incluem parâmetros de usinagem inadequados, mau funcionamento de máquinas, ferramentas de baixa qualidade, instrumentos não calibrados e processos de usinagem mal planejados.

2. Superprodução

Este desperdício industrial surge de um excesso de oferta criado pela produção cega de peças, de modo que as peças produzidas excedem a demanda. Às vezes, isso se deve a um planejamento inadequado e pedidos de peças descoordenados.

3. Tempo de espera

Isto é um desperdício porque o tempo não utilizado poderia ser usado para etapas de produção mais valiosas. Exemplos disso incluem paradas de produção por falta de materiais e falhas de máquinas. Os tempos de espera na produção podem ser causados ​​por mau planejamento, falhas imprevistas de máquinas e muito mais.

4. Não utilização de talentos

Isto também inclui não utilizar eficazmente os talentos e habilidades de um funcionário.

5. Transporte

Esse tipo de resíduo é caracterizado pelo transporte excessivo de um processo para outro. Em outras palavras, os resíduos de transporte são as etapas absurdas de um processo que podem ser eliminadas ou melhoradas por uma etapa mais eficiente.

6. Excesso de estoque

Nas instalações de usinagem CNC, esse desperdício equivale à superprodução, onde o excesso de estoque pode resultar em perdas para uma oficina CNC. Lembre-se que peças fabricadas que ficam presas em um depósito não geram receita para a empresa e, portanto, são consideradas resíduos industriais.

7. Perda de movimento

Isto também se aplica à movimentação desnecessária de recursos que não agregam valor ao produto como um todo. Em uma oficina CNC, isso inclui o posicionamento não estratégico de diversas ferramentas, materiais e estações de trabalho.

8. Processamento excessivo

Na produção de peças usinadas, o processamento excessivo envolve a execução de processos desnecessários e sem relevância para as necessidades do cliente. Isso geralmente é o resultado de um processo de edição mal projetado.

Esses vários desperdícios nos levaram aos principais fundamentos que as oficinas mecânicas podem usar ao implementar a manufatura enxuta. E estes são:

    7 maneiras pelas quais uma oficina CNC pode implementar os princípios Lean

    1. Maximizando a eficiência da ferramenta (seleção de ferramentas)

    A eficiência da ferramenta é um fator crítico para uma oficina mecânica porque esse único fator pode determinar a qualidade das peças produzidas por uma máquina CNC. Selecionar as ferramentas certas é importante para garantir alta qualidade de corte e, assim, minimizar o número de peças defeituosas devido à má utilização da ferramenta.

    2. Manuseio inteligente de parâmetros de usinagem e processos de usinagem

    Os engenheiros de produção planejam cuidadosamente seus parâmetros (por exemplo, taxa de avanço, velocidade de corte, profundidade de corte, etc.) para obter o máximo benefício da máquina, do material e das ferramentas CNC. Além dos parâmetros, é importante projetar o arranjo mais eficaz para diferentes processos de usinagem. Isso minimiza o desperdício devido a defeitos, movimentação e processamento excessivo.

    3. Realize consistentemente manutenções periódicas e preventivas

    O tempo de inatividade da máquina é de longe um dos principais motivos para paradas desnecessárias na linha de produção. Portanto, a adesão cuidadosa à manutenção programada é obrigatória. O tempo de inatividade imprevisto é significativamente reduzido através da manutenção e inspeção regular dos diversos equipamentos, resultando na redução do desperdício devido a tempos de espera, defeitos e talentos não utilizados.

    4. Produção just-in-time (JIT)

    O JIT é alcançado por meio de planejamento e programação inteligentes de vários recursos. Outra razão principal para tempos de espera desnecessários em uma oficina CNC é a indisponibilidade de matéria-prima. Para evitar isso, os planejadores desenvolvem estratégias para os métodos mais eficazes em relação à entrada, processamento e saída de vários recursos.

    5. Aumente a produtividade

    É importante planejar estrategicamente a organização e colocação dos diversos instrumentos necessários na produção de peças CNC. Algo tão simples como aplicar 5S (Classificação, Organização, Limpeza, Padronização e Manutenção) em um ambiente de trabalho pode melhorar drasticamente a organização de um fluxo de trabalho. Isso evita desperdícios associados à movimentação e recursos não utilizados.

    6. Planejamento estratégico da planta

    Em uma oficina mecânica CNC, o planejamento dos equipamentos é uma das questões mais importantes que devem ser levadas a sério para evitar desperdícios desnecessários causados ​​pelo transporte excessivo. Cenários de exemplo seriam: As prateleiras para matérias-primas devem ser colocadas perto das operações de estampagem, As máquinas são dispostas de modo que a peça possa ser facilmente transportada para o próximo processo de usinagem, O equipamento de acabamento é colocado perto da área de embalagem.

    7. Iniciativas de melhoria contínua

    Por último, trata-se de manter as melhores práticas da oficina CNC. No longo prazo, as oficinas CNC que melhoram continuamente os seus processos são as que podem fornecer peças da mais alta qualidade com compromissos de entrega promissores.

    Conteúdo Relacionado

    Voltar para o blog

    Deixe um comentário

    Os comentários precisam ser aprovados antes da publicação.